Tratamento a deficientes em instituições do país é degradante, denuncia ONG

25.05.2018

Human Rights Watch 'documentou abusos, incluindo maus-tratos, negligência, uso de restrições para controlar ou punir os residentes, sedação, bem como condições desumanas e degradantes'

 

Um relatório divulgado nesta quarta-feira, 23, pela Human Rights Watch denuncia (HRW) as condições degradantes no tratamento oferecido a pessoas com mobilidade e sentidos reduzidos ou que sofrem de distúrbios psicossociais em instituições do país.

 

A ONG concluiu que, apesar de o Brasil ter uma legislação avançada para garantir direitos de deficientes, na prática a situação é bem diferente.

 

Além disso, a HRW alerta para falta de apoio público e também de fiscalização nas instituições que atendem e abrigam deficientes no país. Em quase todos os locais visitados por pesquisadores, as condições eram degradantes. Há casos de adultos e crianças amarrados a camas e que não recebem qualquer tipo de estímulo ao longo de todo o dia. O diretor de um abrigo afirmou: “eles ficam até morrer”.

 

O levantamento da Human Rights Watch foi realizado entre novembro de 2016 e março deste ano em um total de 19 abrigos no Rio de Janeiro, São Paulo, Bahia e Distrito Federal.

 

A falta de roupas e bens pessoais é outro ponto destacado pelos pesquisadores. Há casos em que até mesmo a escova de dentes é compartilhada entre pacientes dessas instituições.

 

O uso frequente de medicamentos sem prescrição terapêutica, com o objetivo apenas de “acalmar” os mais agressivos, surpreendeu os pesquisadores.

 

A enfermeira de uma instituição contou que às vezes internos são amarrados com lençóis ou vestem camisa de força até que o medicamento faça efeito.

 

Além disso, os internos adultos contam com pouca ou nenhuma privacidade em pelo menos 12 abrigos visitados. Outro problema detectado é a falta de atividades ocupacionais e falta de preparo dos funcionários.

 

“Em várias instituições, a Human Rights Watch documentou abusos, incluindo maus-tratos, negligência, uso de restrições para controlar ou punir os residentes, sedação, bem como condições desumanas e degradantes. As condições e o tratamento foram particularmente abusivos nas instituições com número elevado de pessoas com necessidade de apoio intensivo”, ressaltou a ONG.

 

Fonte:http://opiniaoenoticia.com.br/brasil/tratamento-a-deficientes-em-instituicoes-do-pais-e-degradante-denuncia-ong/

 

 

Please reload

Eduarda Araújo
Blogueira
Mais postagens

Dicas para quando pegar um Uber.

December 9, 2019

1/18
Please reload

Informativos
Você_que_está_pensando_em_construir_sua_

Parceiros

  • WhatsApp
  • Instagram
  • Twitter
  • Facebook
Todos os direitos reservados - 2013-2018 Rádio e Televisão
  • Unknown Track
  • -
  • Unknown Artist
00:00 / 00:00

Visitas