Os caminhos da educação

04.01.2017

O currículo único para todos os alunos do ensino básico é a grande aposta para 2017 marcar uma mudança de rumo nas escolas

 

Perspectiva 2017

 

Área historicamente negligenciada pelos governos brasileiros, a educação sofreu vários golpes em 2016. Houve grandes cortes nos repasses governamentais, péssimo desempenho dos estudantes em exames nacionais e internacionais e descontentamento dos alunos culminando em ocupações de escolas. A tensão aumentou e deve continuar em 2017, mas com uma diferença: no ano que vem, o País dará um passo na tentativa de diminuir as desigualdades no aprendizado criando um currículo comum para todos os estudantes em território brasileiro. Hoje baseado em diretrizes gerais, livros didáticos e exames, o projeto pedagógico de cada escola vai seguir um projeto único. “A base não será só uma diretriz, ela detalhará quais conteúdos serão ensinados, como e com qual a abordagem”, afirma Rebeca Otero, coordenadora de educação do escritório da Unesco no Brasil, órgão da ONU voltado para educação, ciência e cultura.

Conteúdos uniformes

A versão final da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) para educação infantil e ensino fundamental será encaminhada ao Conselho Nacional de Educação (CNE) na primeira quinzena de fevereiro de 2017. Já o documento referente ao ensino médio será enviado no final do primeiro semestre do ano que vem. Depois de aprovada, a proposta começará a ser implementada pelo Ministério da Educação (MEC). A BNCC estabelecerá cerca de 60% do currículo de cada escola. Outros 40% serão definidos por Estados, municípios e instituições.

 

Ainda que seja uma medida fundamental para melhorar o ensino, estabelecer um currículo único não vai sanar os problemas da educação por si só. É o começo da mudança, que deve incluir como condição sine qua non para seu êxito a formação adequada dos professores nos conteúdos estabelecidos. Gestão educacional e infraestrutura das escolas também devem ser remodeladas. Vale lembrar ainda que mudanças na educação funcionam a longo prazo. Portanto, caso a medida não seja aprovada, 2017 não será somente mais um ano perdido nesse setor fundamental para o desenvolvimento. Significará também que outra leva de jovens brasileiros será afetada pela morosidade e a negligência da administração pública.

 

O X da questão
Como será a Base Nacional Curricular

 

O que é
Um currículo único vai definir 60% do conteúdo que será ensinado em sala. Os outros 40% serão formulados pelas secretarias estaduais e municipais e pelas instituições

Por que é importante

 

Há uma enorme disparidade de aprendizado entre os alunos brasileiros, pois falta conhecimento sobre o que deve ser ensinado. Um currículo comum é a tentativa de sanar essa deficiência

 

Fonte: http://istoe.com.br/os-caminhos-da-educacao/

Please reload

Eduarda Araújo
Blogueira
Mais postagens

Dicas para quando pegar um Uber.

December 9, 2019

1/18
Please reload

Informativos
Você_que_está_pensando_em_construir_sua_

Parceiros

  • WhatsApp
  • Instagram
  • Twitter
  • Facebook
Todos os direitos reservados - 2013-2018 Rádio e Televisão
  • Unknown Track
  • -
  • Unknown Artist
00:00 / 00:00

Visitas