• Marabá Diário

O livro que não se ler


Autor: Adão Almeida -

Anseio bater assas

Nos quatro pontos do mundo

As assas me são diminuitivos

Não voam além de segundo.


O livro que não se ler

Tão forte bateu assas

Definhou sobre o presente

No pretérito estabeleceu casa.


De testamento a redundância

Do firmamento a ignorância

Do discurso bélico de cada dia

Ficou o ar vazio da esperança.




8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

CONHEÇA

Armações de diferentes modelos e preços.