• Marabá Diário

Luta de uma Jovem Mãe



Todas as nossas histórias nos faz quem somos, nossas lutas, nossos fracassos e nossas vitórias são experiências para as conquistas futuras.



Ser mãe muito jovem foi um grande desafio, quem aos 19 anos está realmente preparada para tamanha responsabilidade? Pois é, eu estava fazendo minha tão sonhada faculdade, tinha conseguido o emprego que eu tanto queria, e me sentia muito forte, dona das minhas escolhas, aliás, eu comecei a trabalhar com 14 anos, e até então nunca tinha parado, eu sentia orgulho de onde eu já tinha chegado, mesmo com toda dificuldade que eu havia enfrentado na vida.


Fazia três anos que eu estava em um relacionamento firme, e certo dia, já cansada de passar mal, eu resolvi fazer o teste de gravidez, e deu positivo, sim! Eu estava grávida, nesse momento foi um turbilhão de emoções; Alegria, medo, angústia, ansiedade, tudo de uma vez só, mas recebi muito apoio, amor e carinho do futuro papai. Como já era de se esperar, minha família não aceitou muito bem, meu padrasto me expulsou de casa e minha mãe nada podia fazer, mesmo com toda tristeza que me assolava segui firme.


Eu e meu namorado nos casamos, alugamos um pequeno apartamento e fomos morar juntos. No trabalho comecei a sentir dificuldades, me sentia muito mal quase todos os dias, sempre de atestado, e assim virei motivo de piadas entre colegas de trabalho, muitos me julgavam apenas com o olhar e outros faziam questão de dizer que eu não tinha mais futuro, e como as emoções de uma grávida ficam a flor da pele, aquilo começou a pesar, me sentia triste e desapontada comigo mesma, e depois de algum tempo, aos 7 meses de gestação eu pedi demissão, foi uma das decisões mais difíceis da minha vida, mas eu estava cansada de julgamentos e precisava cuidar de mim e do meu filho que já estava perto de nascer.


Quando meu filho nasceu foi a experiência mais incrível e maravilhosa da minha vida, todo medo e receio que eu tinha foram embora naquele exato momento, e eu senti que nasci para ser mãe, não tenho nem palavras para expressar o que eu estava sentindo. Então, foi alí que resolvi que iria me dedicar inteiramente ao meu filho e resolvi trancar a faculdade.


Quando ele completou três anos pensei que essa era hora dedicar- me um pouco a mim, porém ninguém conhece os desígnios de Deus, e ali eu já estava a espera do meu segundo bebê, uma menina, uma linda e doce menina, por isso, resolvi esperar mais um pouco, ter calma e paciência. Mas, não foi fácil, apenas meu marido trabalhava e nossas despesas aumentando. Descobrimos que nosso filho tem TDAH, nos mudamos quatro vezes por não poder pagar o aluguel, e as coisas iam piorando.


Contudo, Deus coloca as pessoas certas na nossa vida, e recebi muito apoio de amigos e familiares que me fizeram perceber o quanto eu já tinha sido forte e principalmente o meu marido, que sempre esteve ao meu lado e não deixou de acreditar em mim um só dia, sempre me incentivava dizendo o quão eu era dedicada aos nossos filhos e como ainda poderíamos lutar para crescer. Eu sempre pensava em tudo que eu queria para meus filhos, o futuro que eu queria dá a eles, quero que eles vejam a mãe deles e sintam orgulho, e aprendam que nada é impossível quando se tem fé.


As coisas começaram a dar certo, consegui um bom tratamento para meu filho, graças a Deus as terapias têm feito ele se desenvolver bastante. Minha sogra foi uma segunda mãe pra mim e nos ajudou a conseguir comprar nosso apartamento, perdoei meu padrasto por tudo que aconteceu e hoje me dou super bem com ele. Meu esposo mudou de emprego e está ganhando melhor, comecei a vender roupas infantis pelas redes sociais, estou fazendo cursos online e estudando para concursos futuros.


Hoje mais do que nunca eu, meus filhos, meu marido, minha mãe, e irmãs estamos ligadas a um laço afetivo incondicional, o amor superou tudo e meus filhos não vivem sem eles.


Compreendi que quando se tem Deus, amor, fé e força de vontade nada é impossível, tudo tem seu tempo e temos que lutar pelos nossos objetivos, e nunca esquecer quem somos, de onde viemos. Todas as nossas histórias nos faz quem somos, nossas lutas, nossos fracassos e nossas vitórias são experiências para as conquistas futuras. Tenho planos para meu futuro, como minha faculdade de fisioterapia, minha loja física, porque sonhar faz parte do nosso crescimento e amadurecimento.


Juliana da Silva Lima


0 visualização

CONHEÇA

Armações de diferentes modelos e preços.

Siga nosso Instagram

  • Instagram

Contato: (094) 991560210

" A vida é uma das maiores  escolas em que um individuo pode estudar. Pois, estudamos de forma integral, com aulas teóricas e práticas constantes, com professores rigorosos, e seu termino será somente quando acabar nosso ultimo fôlego de vida, enquanto tivermos  fôlego , somos estudantes ."

Adriana Araújo

Todos os direitos reservados - 2013-2020